O espancamento, que levou à morte do jovem Neto Pedro, surge pelo facto de este ter dado outro fim aos mil Kwanzas que lhe deram para comprar cigarros

Um cidadão de 23 anos está a ser acusado de ter espancado até à morte o jovem de 21 anos, Neto Pedro, no município do Lubango, província da Huíla, após desentenderem-se por causa de uma nota de mil Kwanzas. Segundo o que consta do balanço da Polícia Nacional na Huíla, apresentado pelo porta-voz, Luís Filipe, no bairro da Mitcha, município do Lubango, um cidadão de 23 anos deu 1000 Kz ao seu amigo para comprar cigarros, o qual, infelizmente, deu um destino incerto ao valor monetário.

O indivíduo enfurecido dirigiu-se à casa do infeliz para tentar reaver o seu dinheiro, mas acabaram por se desentender, ao ponto de o primeiro tirar a vida ao segundo por espancamento. Neto Pedro foi agredido em várias regiões do corpo e transportado ao Hospital Municipal da Ana Paula, onde acabou por perder a vida.

O mesmo balanço apresentado pelo porta-voz menciona ainda que foram registados 33 crimes de natureza diversas, no período do fim-de-semana prolongado, tendo sido 23 esclarecidos e deste processo resultado a detenção de 25 cidadãos como presumíveis autores. Foram registados dois acidentes de viacção, que resultou em um morto e mesmo número de feridos, bem como danos ainda não avaliados aos veículos intervenientes.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo