Higino Carneiro está a ser interrogado na PGR por corrupção

O deputado e antigo ministro, governador e vice-presidente da Assembleia Nacional de Angola Higino Carneiro está a ser ouvido nesta terça-feira, 12, na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP) da Procuradoria-Geral da República (PGR) “sobre determinados factos”, de acordo com o porta-voz daquele órgão da Procuradoria Geral da República (PGR).

Citado pelo Jornal de Angola, Álvaro João não avançou as causas do interrogatório no fim do qual, disse, poderá haver mais informações.

Um dos antigos homens fortes do regime de José Eduardo dos Santos, segundo o Novo Jornal (NJ) numa edição recente, pode estar a responder sobre o desvio de dinheiro durante a sua gestão de 2002 a 2010 à frente do Ministério das Obras Públicas.VEJA TAMBÉM

Deputado e ex-governador de Luanda, Higino Carneiro, notificado pela PGR

Carneiro teria, num inquérito realizado pela Inspecção-Geral da Administração do Estado (IGAE), recusado a justificar gastos no valor de 115 milhões de dólares, de acordo com aquele órgão.

A IGAE, escreve o NJ, fez um levantamento de irregularidades referentes a 2007, em que identificou contratos não celebrados com pessoal eventual, remuneração ilegal por parte daquele Ministério, aquisição de meios não inventariados, promoções indevidas, pagamento de despesas de viaturas de pessoal estranho ao serviço e execução de contratos cujos vistos haviam sido recusados pelo Tribunal de Contas.

A audição de Higino Carneiro surge depois das prisões do antigo director do Instituto de Estradas de Angola (INEA), Joaquim Sebastião, a 31 de Janeiro, por suspeitas de peculato, e do responsável por aquele órgão em Cabinda, Igor Pereira, a 8 de Fevereiro, acusado, segundo a Angop, de crimes de peculato, branqueamento de capitais e desvio de fundos dos Estado.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo