DEPUTADOS DO MPLA PRÓXIMOS DO «CORREDOR DA MORTE»

O meu amigo e colega Ramiro Aleixo assinou um texto nesta plataforma digital no qual dá conta que o ex-ministro das Obras Públicas e actual deputado à Assembleia Nacional pelo MPLA, Higino Carneiro, vai ao DNIAP, um órgão afecto à PGR, responder na próxima terça-feira, 12, por supostamente ter cometido vários crimes de peculato.
Diz RA que os antigos governadores da Huíla e do Zaire serão igualmente intimados a responder em foro judicial por envolvimento em práticas do género.
As três figuras aqui mencionadas pertencem ao foro especial, pelo que gozam de imunidades por exercerem os cargos de deputados. Nesta fase, eles podem responder às autoridades judiciais, mas caso venham a ser pronunciadas por um juiz só poderão responder em tribunal caso lhes seja levantada as respectivas imunidades.
Dentre as três personagens, o ex-governador da Huíla foi a que já esteve mais próximo do «corredor da morte», ou seja, ficou com a imunidade descoberta quando perdeu o cargo de governador e fazia um compasso de espera para entrar no Parlamento. Se houvesse vontade e coragem de se fazer justiça, não deviam ter permitido a sua entrada no Parlamento até que o pendente judicial ficasse devidamente esclarecido. Agora que o homem está bem blindado é que vão leva-lo à barra da justiça? Vão prendê-lo caso se confirme que ele andou a meter a «mão na massa»? Tenho sérias dúvidas que isso venha a acontecer a Marcelino Typingue, a Joanas André HC e a outros deputados, visto que o levantamento das imunidades dos mesmos implica 2/3 dos votos favoráveis dos deputados. Ainda que toda a Oposição vote em bloco sem o apoio da bancada do MPLA nada feito. Será que a bancada do «M» estará disposto a sacrificar alguns seus membros para entrega-los às «feras»? 
Defendi em tempos na rádio MFM, quando da detenção do ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomas, que a sua prisão só foi possível porque ele tinha na altura a «Imunidade Descoberta». Ou melhor, tinha deixado de ser ministro e aguardava pela tomada de posse no Parlamento. Só foi por uma questão de dias, de contrário, o «nosso» AT, caso tomasse posse como deputado, estaria por estes dias a passear-se alegremente, de peito inflamado, pelos corredores do imponente edifício do Parlamento…
Sem uma revisão da actual CRA que permita o levantamento das imunidades por Maioria Simples tenho sérias dúvidas que estes processos tenham pés para dar grandes saltos.

Por: Ilídio Manuel |Facebook

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo