Contas da Sonangol de 2017: Cada trabalhador custou mais de um milhão Kz/mês

Só em consultoria, em 2017, o grupo Sonangol gastou o equivalente a 126,7 milhões de dólares, 98% acima dos 63,8 milhões aplicados para o mesmo efeito em 2016.

Foto: Duarte Villas/Foto de Arquivo

A Sonangol contabilizou, em 2017, um custo com pessoal no valor de 152,9 mil milhões de kwanzas, que – dividido pelos 8.099 funcionários que fizeram parte da folha de salário da petrolífera até 31 de Dezembro de 2017 – corresponde a um custo médio mensal de 1.348.955 kz, ou seja, um milhão e 348 kwanzas, segundo cálculos do Novo Jornal com base nos dados do relatório e contas da petrolífera do referido ano.

Se comparados com o ano de 2016, os custos com o pessoal reduziram 3%, saindo de 157,8 mil milhões de kwanzas para os actuais 152,9 mil milhões de kwanzas, uma redução de 4,9 milhões de kwanzas.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo