A FUTILIDADE GANHOU ESPAÇO ENTRE NÓS…

Já nada nos surpreende nesta selva chamada Facebook, a cada instante a futilidades ganha espaço entre nós, nos alimenta e depois nos suga por dentro.
Nada é novo, corpo limpo e alma suja é o dilema que carregamos no coração, num simples clique em busca de “like” e aplausos falsos acompanhado de rasgados elogios, que nos tornam conhecidos num instante e desconhecidos por todos. 
A futilidade por cá anda nua e aos olhos de todos até dos mais instruídos, “mas a mentira morre sempre nos ouvidos de gente inteligente”, aliás quem conta um conto aumenta um ponto. 
A venda da vida alheia ao preço de um clique ou uma simples partilha nos diminue e nos torna pobres por dentro, sendo que é necessário procurar por um psicólogo porque estamos doentes.
Estamos todos doentes, a necessidade de informar é um bem importante, mas respeitar o que dizem as leis é um acto nobre e digno de um bom cidadão. 
Estar conectado às redes sociais não deve ser uma auto estrada para maldizer até o “rato” de casa pela cueca furada por causa do tempo de uso sem substituição…
O que queremos de nós?…
Que Benguela iremos contar aos nossos filhos?…
O que será de nós que somos alimentados todos os dias por futilidades?…
O que ganhamos com tudo isso?…
Um dia iremos compreender que éramos todos família, só que as redes sociais nos deram asas e procuramos voar por outras galáxias em busca de futilidades…
Por cá as acácias murcharam, o rosto roto é a nossa característica principal, a voz fúnebre nos acompanha e a vida perdeu sabor em terras de Ombaca…

Vamos ganhar o dia 
Não vale ficar parado 
A vida é agora…

POR: ANTÓNIO HUNGULO | FACEBOOK

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo