O treinador português José Mourinho foi despedido do comando técnico do Manchester United, informou o clube britânico em comunicado oficial divulgado esta terça-feira. Na mensagem publicada na conta oficial de Twitter, o clube confirma a saída “com efeitos imediatos” do treinador português e deixa uma nota final de agradecimento. “Gostaríamos de agradecer-lhe pelo seu trabalho durante este período no Manchester United e desejar-lhe sucesso no futuro”, escreveram.

Manchester United

@ManUtd

Manchester United has announced that Jose Mourinho has left the Club.

We would like to thank him for his work during his time at Manchester United and wish him success in the future.

Club Statement

www.manutd.com

89,6 mil pessoas estão falando sobre isso

A demissão — que surge após a derrota com o líder Liverpool no último domingo, resultado que deixou o Manchester United a 19 pontos do topo da Premier League — coloca assim um ponto final a um período de trabalho iniciado em maio de 2016. A liderança de Mourinho tornou-se, aliás, bastante polémica nos últimos meses, à medida que a performance e resultados dos ‘red devils’ foi piorando: depois de um arranque fraco no campeonato, a equipa principal de futebol não conseguiu nunca impor-se aos seus tradicionais rivais, chegando ao ponto de, nos últimos seis jogos, ter ganho apenas um.

Os problemas com José Mourinho também se agudizaram em dois campos: com alguns jogadores do próprio plantel e até com a direção do clube. Neste último caso, são conhecidas as divergências entre o técnico português e o vice-presidente do clube Ed Woodward, especialmente depois da recusa da administração em contratar um defesa central para a equipa como era desejo de Mourinho.

Os episódios mais mediáticos, contudo, foram com alguns futebolistas. É conhecido o mal estar causado pela decisão de retirar o estatuto de vice-capitão da equipa a Pogba após uma derrota com o Derby County e a uma discussão em pleno treino no dia seguinte a essa partida.

 

Apesar dos apelos de José Mourinho a pedir “respeito, respeito, respeito” pelos três títulos de campeão ganhos na Primeira Liga inglesa (como aconteceu numa conferência de imprensa com um Mourinho muito irritado após uma derrota por 3-0 com o Tottenham no passado mês de agosto), o certo é que há já algum tempo que se esperava pela saída do ‘special one’ do Manchester United. Para muitos a questão já nem era se seria demitido, mas sim “quando”. A resposta chegou esta terça-feira num tweet.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo