Oficial da Polícia Nacional tenta suicídio em Benguela

O cidadão Joaquim Francisco, de 49 anos de idade, oficial subalterno da Polícia Nacional com a patente de inspector-chefe, tentou suicidar-se neste domingo, no bairro da Massangarala, nesta cidade, com um tiro na região da mandíbula, por supostas razões conjugais.

Segundo apurou a Angop junto de familiares no local, o facto aconteceu quando o oficial da polícia chegou a casa (domingo último), tendo chamado a filha mais velha a quem pediu um caderno e uma lapiseira para deixar um bilhete de despedida.

“Vou partir porque não consigo dar vida condigna à minha família, não vendam nada que deixo”, escreveu supostamente o oficial no bilhete, que em seguida pediu a pistola, alegando que ia trabalhar.

“Para nosso espanto, pouco tempo depois ouvimos dois disparos vindos do quarto. Os disparos atingiram a região da mandíbula e saíram na parte superior da cabeça”, disseram os familiares, adiantando que o oficial encontra-se desde domingo nos cuidados intensivos.

Joaquim Francisco foi socorrido pelos colegas do Comando Municipal de Benguela.

Entretanto, o corpo clínico do Hospital Geral de Benguela, onde o paciente se encontra internado, informou que, dada a gravidade do seu estado, a possibilidade de sobrevivência é bastante reduzida.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo