Armadilha nas administrações municipais

O estádio nacional de Ombaka em Benguela construído para o CAN2010, custou aos cofres do Estado USD 116 milhões acolheu a 3ª edição da Feira dos municípios e cidades em simultâneo com a 6ª edição do Fórum dos municípios e cidades entre os dias 21 a 24 de Novembro de 2018.
E a Mãe das cidades testemunhou ainda o termo de transferências dos governos provinciais para as administrações municipais de todo o país, nos sectores da educação, transporte, Energia, saúde, Pescas e Mar etc.
Porquanto é o ensaio para autarquias locais, é um exercício muito importante para o desenvolvimento e resolução dos grandes empecilhos dos munícipes.
Entretanto, quando mais nos afastamos das capitais e das grandes cidades, reinam: mais tribalismo, promoção da incompetência e fanatismo político.
Estes factores condicionarão a eficácia das competências e a panaceia dos problemas sociais, económicos e financeiros. Pois, é quase regra sem olvidar que há locais nesta terra, somente os nativos devem exercer cargos de chefias , por um lado e por outro lado só os militantes do partido da situação devem ser nomeados, muitas vezes, são escolhidos os mais incompetentes (são os que não ameaçam o poder dos titulares municipais).
Por isso, não devíamos cometer erro igual à reforma educativa pois tudo foi planeado na hierarquia do poder sem formar/educar para cidadania os executores e os destinatários das competências (Angola é para todos os angolanos sem qualquer descriminação, é imperativo).

A transferência de competências e a gestão dos 25 milhões de kwanzas mensais para as administrações municipais requerem novas mentalidades, novos servidores públicos focados para o bem comum. Logo está aberta a pré-campanha para autarquias locais ou então montada a armadilha para prisão de muitos.


Por: Domingos Chipilica Eduardo


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo