Rosalina Express consolida presença no mercado de transportes em Benguela

Um terminal rodoviário da empresa de transportes públicos Rosalina Express, com a capacidade para atender 600 passageiros por hora, entrou em funcionamento neste sábado, na cidade do Lobito, província de Benguela, com nove táxis e quatro autocarros.

Localizado nas proximidades do mercado paralelo do Compão, a infra-estrutura criou oito novos postos de trabalho e destina-se, inicialmente, para serviços de táxis na rota intra-urbana, vulgo “Voltas” (dentro do Lobito), com tarifa de 50 kwanzas, ou “Express”, rota inter-municipal Lobito/Benguela, ao preço de 200 kwanzas.

Posteriormente, segundo Edgar Oseias, administrador executivo da companhia Rosalina Express, o terminal ora inaugurado poderá servir de ponto de partida para viagens de autocarros na linha inter-provincial, tendo como destino prioritário Luanda, Cuito (Bié) e Lubango (Huíla).

Garantiu condições para que haja rapidez no embarque e desembarque de passageiros no novo terminal, que permitirá também o transporte de cargas ligeiras, uma vez que a infra-estrutura está junto a um mercado informal.

A fonte explicou que o projecto de construção do terminal está incluído num amplo pacote de investimentos na ordem dos 15 milhões de dólares norte-americanos, a ser executado no período de 2017-2022, para fazer face às exigências deste segmento de mercado.

Destacou ainda o pacote “Voltas Sem Pagar”, que há cinco anos a Rosalina Express oferece a pessoas da terceira idade no Lobito, Catumbela e Benguela, onde opera mediante a aquisição de um passe vitalício de viagem de táxi por parte do beneficiário.

 Já o director do Gabinete Provincial dos Transportes de Benguela, André Ricardo, que testemunhou a cerimónia, ressaltou a importância do novo terminal rodoviário, visto que tem condições para dignificar os passageiros de táxi de e para o Lobito.

“Esses investimentos são necessários no sector dos transportes, a fim de que os usuários tenham um atendimento de qualidade a nível dos operadores”, disse.

Acto idêntico aconteceu também sábado no bairro 11 de Novembro, arredores da cidade de Benguela, onde abriu um terminal para 800 passageiros por hora. Doravante, a companhia passa a contar com sete infra-estruturas do género, entre Lobito (três), Catumbela (dois) e Benguela (dois).

Actualmente, a empresa, que emprega mais de 300 funcionários, tem uma frota de 120 viaturas no activo, entre veículos ligeiros para táxis e autocarros de 40 lugares.

Diariamente são transportados pelo menos 16 mil passageiros, através do serviço de rádio táxi, inter-urbano e inter-provincial, na rota Lobito/Huambo. Nesta última, o bilhete custa 3.950 kwanzas.


FONTE: ANGOP


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo