Qual é o legado de José Eduardo dos Santos para os angolanos?

Depois de deixar a Presidência da República de Angola no ano passado, José Eduardo dos Santos vai aposentar-se da política este sábado, 8 de setembro, num congresso em que mais de trezentos delegados vão eleger o único candidato à sucessão de Zedú no Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), João Lourenço, atual vice-presidente do partido e chefe de Estado.

O fim da carreira política de José Eduardo dos Santos está a ser marcado por várias homenagens promovidas pelas estruturas do seu partido. Entretanto, muitos angolanos não poupam críticas ao ex-Presidente. Que legado deixa José Eduardo dos Santos em Angola? As opiniões divergem entre os cidadãos ouvidos pela DW África em Luanda.

Há quem o recorde como o “Arquiteto da Paz”, mas muitos apontam a má qualidade no setor do ensino, da saúde e do saneamento básico, bem como o índice de pobreza em que vive a maioria dos angolanos, como a herança de José Eduardo dos Santos.

Para a moradora de Viana, arredores da capital, Pancha Francisco, o ex-presidente devia ter deixado a liderança do país mais cedo. “Por mim ele teria que deixar o poder antes dos 38 anos de governação. Trinta e oito anos foi uma ambição e não vi nenhuma melhoria”, disse a munícipe, ressaltando que “não houve melhoria nos estudos das crianças e também na saúde”.

Herança negativa

Com 16 anos, o estudante de eletricidade Simão Ambrósio diz que desconhece os feitos de José Eduardo dos Santos. O adolescente acusa o antigo estadista de ser o culpado pela má qualidade de vida dos angolanos.

“José Eduardo dos Santos não fez nada. Ele não tem nenhum significado para mim. Não vi nada que ele fez no nosso país, só trouxe desgraça, e com ele a economia só teve baixas”, frisou.

Já para a gestora Cesaltina dos Santos, o legado de Zedú é claro e negativo. “O legado de José Eduardo dos Santos é a má governação. Nos seus 38 anos de governação, a única coisa que fez foi promover festas e maratonas para a comemoração de seu aniversário, oferecendo bebidas aos jovens. O engenheiro ou arquiteto da paz representa 38 anos sem escolas em condições e 38 anos sem assistência médica de qualidade”.

Legado da paz

José Eduardo dos Santos, de 76 anos, assumiu a liderança do MPLA e do país em setembro de 1979, então com 37 anos. Para o comerciante Paulo Francisco, o seu legado é a conquista da paz assinada em abril de 2002.

Segundo o comerciantes, o ex-Presidente “praticamente não viveu para ele, mas viveu para o país”. “Tendo em conta a sua idade, dá para ver que não viveu a sua juventude e dedicou a sua juventude neste país que temos hoje”, afirmou.

O professor Manuel Fausto aponta a reconstrução de Angola como o património de Dos Santos. “Com a governação dele tivemos novas estradas, e várias universidades apesar de serem na sua maioria privadas”, apontou.

Para o advogado Zola Bambi, “o melhor legado seria se José Eduardo dos Santos deixasse o país com uma economia fortalecida. Um país unido e não com a política de exclusão tal como temos acompanhado. E se não deixasse o país devastado economicamente quando teve o seu momento de glória com o rendimento da produção do petróleo”.


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo