Má gestão dita exoneração do director-geral do INEA

O ministro da construção, Manuel Tavares deu por finda, em despacho datado de Sexta-feira (3), a comissão de serviço do director-geral do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), António Gomes Godinho de Resende.

A decisão do ministro, Manuel Tavares de Almeida foi tomada depois de, em Maio último, ter ordenado um inquérito ao INEA, na sequência de uma visita de constatação às instalações da empresa.

Por altura da visita, o ministro da Construção criticou o estado de paralisação e abandono do equipamento, a falta de trabalho para os operários, má gestão dos activos e falta de adjudicação de empreitadas.

“Se o Instituto é responsável pela gestão das estradas, não se admite que os seus trabalhadores permaneçam de mãos cruzadas sem trabalho”, observou o ministro no momento .

O ministro Manuel Tavares apelidou de “desolador” o que acabava de observar, nomeadamente equipamentos adquiridos na década passada, dos quais alguns ainda como novos, fora de serviço por falta de manutenção e conservação.


 

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo