Polícia vasculha gabinete da ministra da educação de Angola

A ministra da educação de Angola, Maria Cândida Pereira Teixeira, recorreu recentemente  ao Serviço de Investigação Criminal para que este órgão investigue a fuga de um documento (despacho 177/2018),  do seu gabinete, vazado para o Club-K, em que ela nomeia  uma sobrinha, Domingas Manuel Pedro, de 26 anos como sua consultora.

Fonte: Club-k.net

Esta semana, uma equipa do Serviço de Investigação Criminal deslocou-se ao ministério da educação para uma operação de vasculha tendo confiscado os telefones celulares dos funcionários do gabinete da Ministra a fim de identificar eventuais culpados.

 

Indignado com a situação, o activista , Pedro Malembe que esta a desenvolver um relatório sobre praticas de corrupção no sector da educação, lamentou a pronta disponibilidade do SIC, em desencadear purgas.

 

Para Malembe, “Com muitas coisas para investigar, o SIC esta preocupado em identificar pessoas que denunciara m casos de nepotismo. Deviam é investigar as contas privadas para onde  uma rede conotada a ministra tem mandado o dinheiro do OGE, para o sector da educação”.


Tema relacionado

Ministra nomeia sobrinha como consultora

 

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo