José Eduardo dos Santos pode ser ouvido pela PGR

O advogado Alberto Sérgio Raimundo, apelou recentemente a Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), para que este órgão da PGR, convoque o antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos para ajudar no esclarecimento no âmbito do processo da burla dos 500 milhões de dólares ao BNA, transferidos para Londres envolvendo o seu filho, José Filomeno dos Santos.

Fonte: Club-k.net

Ex-PR aprovou leis que impedem  a justiça de o perturbar 

Raimundo fez apelação na qualidade de advogado do ex- governador do BNA, Walter Filipe da Silva, por entender que a transferência efectuada no seguimento de uma autorização do então Presidente. Por esta razão, no pensamento identificado em Raimundo, é de que a presença de JES seria crucial para o desfecho do processo que o seu cliente responde na PGR.

Por seu turno, o JES, segundo consultas não poderá ir a PGR, porque em 2010, aprovou uma constituição que o impede de responsabilizar-se pelos actos negativos da sua governação. Antes de sair do poder, fez aprovar uma outra lei que impede a justiça de o incomodar por um período de cinco anos.

Para além de Walter Filipe e Zenú dos Santos estão arrolados no processo no processo desta burla milionária, o antigo consultor do BNA, João Domingos dos Santos Hebo, tido como a figura que que elaborou o relatório que convenceu o então Presidente José Eduardo dos Santos a autorizar a transferência. Outro arguido é Jorge Gaudens Pontes Sebastião, testa de ferro de “Zenú” e dono da empresa fantasma “Mais Financial Services”, onde o dinheiro foi transferido.

Há poucos meses as autoridades angolanas confirmaram ter recuperados tais dinheiros, estando agora em diligencias para recuperar outras partes distribuídas em contas em Portugal por Jorge Gaudens Pontes Sebastião, como comissão das partes envolvidas.


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo