Restos mortais da médica assassinada pelo esposos já Luanda

Os restos mortais da médica Dívia Francisco Cabinda, de 31 anos de idade, foram transladados do Dundo (Lunda Norte) hoje, sexta-feira, para Luanda, onde deverão ser sepultados. A médica Dívia Francisco Cabinda foi encontrada quarta-feira morta no seu apartamento, na centralidade do Mussungue, província na Lunda Norte.

O corpo da vítima foi retirado do apartamento pelo Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, após terem sido chamados para extinguir um incêndio.

Segundo o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Maurício Elalo, o corpo apresenta ainda sinais de várias facadas.

O Serviço de Investigação Criminal, de acordo com o seu porta-voz Verissímo Pandamar, deteve o marido da vítima por suspeita de ser o autor do crime.

A malograda, médica formada em clínica geral, trabalhou no Departamento Provincial de Saúde Pública na Lunda Norte, como chefe das grandes endemias e formadora nacional da assistência integral das doenças de infância.


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo