Militares angolanos recebem mais 36 milhões para logística

O Governo angolano aprovou um crédito adicional ao Orçamento Geral do Estado (OGE) deste ano de mais de 36 milhões de euros para garantir despesas logísticas nas Forças Armadas Angolanas.

A autorização consta de um decreto presidencial de 14 de maio, ao qual a Lusa teve acesso, e que visa especificamente o Pacote Logístico, nomeadamente vestuário, calçado, meios de aquartelamento e equipamento de cozinha.

Para o efeito, o decreto assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, aprova a abertura de um crédito adicional de 9.890 milhões de kwanzas (36,1 milhões de euros) a favor do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas.

No OGE de 2018, o Governo angolano inscreveu uma dotação de 13.187 milhões de kwanzas (48,1 milhões de euros) para o pacote logístico da alimentação e mais 325 milhões de kwanzas (1,1 milhões de euros) para meios de aquartelamento e equipamento de cozinha. Os dados oficiais mais recentes apontam que as Forças Armadas Angolanas contam atualmente, nos três ramos, com cerca de 130.000 militares.

Globalmente, o setor da Defesa deverá custar aos contribuintes angolanos, em 2018, cerca de 540.587 milhões de kwanzas (quase 2.000 milhões de euros), segundo o OGE deste ano.


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo