Presidente renuncia ao cargo “para descansar”

O Presidente de Myanmar, Htin Kyaw, 71 anos, renunciou ao cargo para “descansar”, afirma um comunicado divulgado na página do Facebook pelo gabinete do Chefe de Estado.

A renúncia acontece depois de o Governo da Liga Nacional pela Democracia (NLD), da laureada do Prémio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, ter admitido que Htin Kyaw tinha viajado várias vezes para o exterior com o objectivo de submeter-se a tratamento médico. A versão digital do jornal “Frontier Myanmar” diz que a última viagem feita para o exterior por esse motivo foi em Janeiro, quando esteve em Singapura.

O primeiro vice-presidente do país, Myint Swe, assume o cargo interinamente durante os próximos sete dias, prazo estabelecido pela Constituição para o Parlamento nomear um substituto. A porta-voz da Liga Nacional pela Democracia, Monywa Aung Shin, disse que uma comissão presidida por Aung Suu Kyi, primeira-ministra de facto do Governo, vai se encarregar de seleccionar o próximo Presidente, um cargo honorífico, sem um carácter executivo.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo