Fiscalização arrasa obras do novo aeroporto internacional

Relatório divulgado pelo Tribunal de Contas sobre as obras do futuro aeroporto de Luanda (NAIR) expõe a falta de qualidade dos acabamentos e dos materiais, o péssimo aspecto do edifício, bem como instalações fora das normativas da legislação. Especialistas questionam racional do investimento.

A fiscalização das obras de construção do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL), iniciadas em 2005 pela China Internacional Fund Limited (CFI), arrasa a qualidade dos trabalhos desenvolvidos ao longo dos anos naquela infra-estrutura que custará aos cofres do Estado mais de 6 mil milhões USD.

“Construção Civil – Acabamentos com fraca qualidade, o que pode causar um prematuro processo de envelhecimento dos acabamentos e consequente péssimo aspecto geral do edificado. Instalações especiais (Instalações Eléctricas, Instalações Mecânicas, Águas e Esgotos), material aplicado não certificado e fora das normativas da legislação angolana”, refere um relatório de fiscalização disponibilizado ao Tribunal de Contas e que consta no seu Relatório Parecer sobre a Conta Geral do Estado(CGE) de 2015. O mesmo relatório sublinha que “existem algumas deficiências ao nível da preparação do trabalho que irão no futuro provocar constrangimentos ao nível da manutenção. No documento, é referido que o NAIL custará 407 mil milhões Kz aos cofres do Estado, o equivalente a cerca de 3,5 mil milhões USD ao câmbio médio desse ano.

No entanto, cálculos do Expansão a partir de contratos registados em Diário da República apontam para custos superiores a 6.186 milhões USD entre construção, fiscalização e acessos. Números bastante superiores aos praticados no exterior do País. Por exemplo, o novo aeroporto de Dakar, no Senegal, com capacidade para três milhões de passageiros e cuja construção começou em 2007 foi inaugurado em Dezembro de 2017, custando 575 milhões USD. Admitindo um custo por passageiro constante, se tivesse a mesma capacidade do de Luanda (15 milhões de passageiros/ano) o aeroporto do Senegal custaria apenas 2.875 milhões USD, cerca de metade do que vai custar o NAIL.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo