Zenú dos Santos e Valter Filipe constituídos arguidos

O ex-governador do Banco Nacional de Angola, Valter Filipe, foi constituído arguido há dois dias, pela Procuradoria-Geral da República, pelo seu envolvimento na burla dos 500 milhões de dólares.

Segundo fontes institucionais do Maka Angola, na semana passada, o ex-presidente do Fundo Soberano de Angola, José Filomeno dos Santos, também foi constituído arguido no mesmo caso.

Trata-se da transferência, em Setembro passado, de 500 milhões de dólares do Banco Nacional de Angola para uma conta no Crédit Suisse de Londres, como garantia para um suposto financiamento de 30 biliões de dólares.

Conforme já foi investigado pelo Maka Angola, na verdade, a operação acabaria por se revelar uma burla contra o Estado angolano protagonizada por José Filomeno dos Santos. Para a levar a cabo, este recorreu a uma sua empresa-fantasma, a Mais Financial Services. As autoridades financeiras londrinas suspeitaram, e bloquearam os fundos em Londres.

A referida transferência levou à demissão, a 27 de Outubro passado, do então governador do Banco Nacional, Valter Filipe.

No entanto, toda a operação, de acordo com ainvestigação do Maka Angola, foi autorizada pelo então presidente José Eduardo dos Santos, para favorecimento ilícito do seu filho Zenú e os cúmplices deste, nomeadamente Jorge Gaudens Pontes Sebastião.

Em última instância, foi o então chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, quem ordenou a Valter Filipe que procedesse à transferência dos 500 milhões de dólares.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo