Milhões de Kwanzas desviados do hospital do Lobito para projecto habitacional

Numa denúncia relativa a crimes contra o património do Estado, o sector das Finanças na província de Benguela advertiu a Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) que foram retirados vinte milhões de Kwanzas do orçamento do Hospital do Lobito para um projecto habitacional em que o governador local, Rui Falcão, detectou ‘’vícios’’, apurou a VOA.

A Inspecção Provincial de Finanças endereçou a denúncia também ao Tribunal de Contas, ministro das Fianças, Archer Mangueira, e ao director nacional do Património do Estado.

dossier sobre crimes contra o património do Estado e finanças públicas, com referência à existência de provas documentais, foi solicitado por Rui Falcão, que até vinha alertando para o que chamou de ‘’desvios orçamentais’’ na saúde e educação, que teriam alimentado a construção de sete dos 14 edifícios previstos para a urbanização Acácias Rubras.

Falcão avisou recentemente que “os directores que andam a tomar essas decisões correm sérios riscos de ir para a cadeia”, acrescentando que o seu governo estava “a encontrar muitos problemas”.

“O dinheiro que seria para a Educação está a servir para prédios e outras coisas’’, disse na altura o governante.

O anterior governador Isaac dos Anjos disse não poder comentar hje porque se encontrava numa reunião do Bureau Político do MPLA.

Outro visado, o antigo director da Saúde, Bernabé Lemos, confrontado com os 93 mil dólares retirados do Hospital do Lobito, limitou-se a informar que o IGAE fez as investigações que tinha a fazer e que aguarda por outros desenvolvimentos.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo