Enfermeiros roubam meios hospitalares e paralisam serviços sanitários em Malange

Todos os serviços do Hospital Municipal do Luquembo e dos 5 postos de saúde daquela circunscrição estão encerrados desde segunda-feira última, como resultado de um assalto alegadamente praticado por enfermeiros da instituição. Oito enfermeiros já foram detidos e estão a ser ouvidos pelo Ministério Público naquela cidade.

Falamos sobre o assunto com o Director Provincial da Saúde de Malanje, Avantino Sebastião que confirma o sucedido, mas garante que apesar do hospital em causa estar desfalcado em medicamentos e outros instrumentos, não está fechado, mas sim a trabalhar em 50 porcento.

Avantino Sebastião confirma também que cerca de metade dos quadros do hospital municipal está neste momento a contas com a justiça, porque a direcção que dirige tem provas suficientes que indicam que os mesmos estão envolvidos no descaminho de medicamentos e vários meios hospitalares. O responsável revela ainda que não foi possível fazer o enquadramento de novos técnicos de saúde, pelo que, o hospital municipal de Luquembo está a trabalhar nesta altura com apenas 3 médicos e um punhado de enfermeiros.

A situação não afecta os 5 postos médicos daquela zona que atendem diariamente um número de aproximadamente cerca de 200 pessoas, com enfermidades diversas.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo