Now Reading:
Wilson Faria: “o milagreiro desportivo”

O 1º de Maio de Benguela viu-se e desejou-se para manter-se na prova maior do futebol nacional, girabola, não por razões de costume: os maus resultados. Desta vez faltou dinheiro. Os “proletários” tiveram de disputar a primeira divisão praticamente com os cofres vazios.

O clube da Rua Domingos do O perdeu os patrocinadores “milionários”. O pouco dinheiro vinha das quotas dos sócios. Nem com isso, os proletários viraram cara à luta, disputaram em pé de igualdade com os clubes “ricos” da competição. Com um orçamento magro e um plante modesto teve uma participação digna de realce. Honrou a história de um dos clubes mais emblemáticos do país.



Não menos importante, o 1º de Maio de Benguela não havia se preparado para disputar a 1ª divisão, já que havia sido despromovido para segunda divisão na temporada anterior. Regressou à divisão maior do futebol nacional graça a desistência do Benfica de Luanda, pelo que foi repescado. Foi um verdadeiro milagre desportivo manter-se no Girabola sem percalços desportivos, no final obteve 40 pontos que lhe valeram a decima posição na tabela da classificação.

Wilson Faria, presidente da agremiação, certamente é um dos que trabalhou para esse êxito. Foi um gestor criativo, empreendeu na dificuldade encontrando formulas para conseguir o mínimo de recursos financeiros para cobrir necessidades mínimas. O mérito da permanência, para além de pertencer a equipa técnica e atletas, deveu-se e muito a Wilson Faria, um jovem que se tem revelado num gestor criativo e adequado para os novos tempos.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo