Mais um crime com motivações passionais na província de Benguela. Uma jovem de 21 anos foi assassinada com golpes de machado na região da cabeça, na noite de domingo para segunda-feira, na vila da Catumbela.

O crime assumido pelo esposo da vítima, um agente da policia nacional de 42 anos, afecto ao comando municipal da Catumbela, teria sido motivado por razões de ciúme.

O agente, em lagrimas, conta que assassinou a esposa a quem jura amar, na madrugada desta segunda-feira, 1 de janeiro. Segundo relata, após uma noite de diversão para festeja o fim de ano, deitaram-se para dormir, mas ao longo da madrugada despertou e resolveu bisbilhotar o telemóvel da esposa.

A iniciativa que se suspeita que teria sido planificada, não foi obra do acaso, já que ele desconfiava que a esposa mantinha um relacionamento extraconjugal.

As desconfianças vieram a confirmar-se quando supostamente teria encontrado no telefone mensagens comprometedoras que atestavam as traições da esposa.

De acordo com a narrativa, antes de desferir os golpes com machado, o agente da policia nacional ainda teria ligado para o suposto amante. Fim do papo com o suposto amante, o acusado teria pegado no machado e desferido golpes na cabeça da esposa que na altura encontrava-se a dormir.

Depois ter cometido o crime ainda teria ligado para o comando municipal da policia nacional da Catumbela.

Antes que os colegas chegarem no local do crime, confessa o agente teria tomado medidas radicais: acabar também com a sua própria vida.

 Assim é que fez um “coquetel” de medicamentos e ingeriu para suicidar-se. Mas não foi bem-sucedido.

A malograda deixa uma bebe de cerca de cinco meses.

Uma fonte do comando provincial, o agente da policia encontra-se detido numa das cadeias do município da Catumbela. Nas próximas deverá ser apresentado ao ministério público para instrução do respetivo crime.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo