Identificado como João Pedro Maria, de 43 anos, o alegado autor do crime foi preso ao início da manhã desta terça-feira pelos efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

O intendente Mateus Rodrigues, director de comunicação do Ministério do Interior, explicou ao Novo Jornal Online que o pastor da Igreja Pentecostal Efatá foi indiciado pelo crime de violação por ter alegadamente abusado da menor durante uma semana.

“Durante os interrogatórios, o pastor afirmou que usava a própria casa para praticar o acto com a menor”, conta o oficial, acrescentando que o acusado garantiu perante as autoridades que a menor era namorada dele e “nunca foi forçada a nada”.

“Ele diz que conversou com a menina para ser sua esposa e que estava com intenção de fazer o pedido de noivado e depois realizarem o casamento para que mesma fosse mãe dos seus filhos”, explicou Mateus Rodrigues.

Os pais da vítima é que fizeram a denúncia contra o acusado.

Esta informação foi transmitida durante a divulgação dos resultados conseguidos pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) nos primeiros sete dias do ano, em Luanda.

Neste período, foram detidos 48 cidadãos nacionais, incluindo um menor de 17 anos, por crimes praticados nos municípios de Talatona, Viana, Belas, Kilamba Kiaxi, Cacuaco, Cazenga, e nos Distritos Urbanos do Rangel, Ingombota e Sambizanga, permitindo resolver três crimes de homicídio voluntário, seis crimes de posse ilegal de arma de fogo e cinco crimes de roubo de valores monetários.

O responsável disse ainda que os efectivos do SIC recuperaram vários artigos, com destaque para 12 viaturas, três motorizadas, diversos montantes em dinheiro estrangeiro e em Kwanza. Foram ainda apreendidas 21 armas de fogo, entre estas algumas espingardas automáticas “kalashnikov” e pistolas de diversos calibres.