Now Reading:
Nelito Monteiro: desafiou os limites da crise

No ano das vacas magras, poucos empresários sobreviveram ao vendaval da crise económica que em 2017 arrastou para a falência muitas empresas. Os problemas das divisas, associados à divida pública interna, não perdoaram ninguém. Mesmo sem estatísticas oficiais, a realidade demostra um sector vital para a vida da província em estado coma.
Esta é apenas uma realidade de uma província que dá passos para trás e nela buscamos quem cintilou no abismo. No filtro caiu o nome do empresário Manuel Monteiro, “o rei da banana” da região centro e sul do país.
Em 2017, Nelito Monteiro desafiou os limites impostos pela crise, conseguiu manter a hegemonia na produção da banana. Nesse ano, o empresário, com a sua fazenda Utalala, conseguiu ser alternativa à produção do tomate no Dombe Grande e no Vale do Cavaco, assolados por uma praga. Muito do tomate que parou à mesa dos consumidores foi “made in Utalala”.
Outra área bem explorada pelo empresário foi a de fertilizantes. Mediante uma estratégia comercial bem-sucedida, Nelito Monteiro, com a sua Fertiangola, conseguiu levar os insumos agrícolas aos mais variados cantos da país, servindo de impulso determinante para a revitalização e diversificação da economia nacional.

Nelito Monteiro teve outros motivos para sorrir no ano que terminou. Em 2017 o empresário colheu os primeiros rebentos resultantes da inseminação do gado desenvolvida na fazenda Utalala, situada a sul da província de Benguela, município de do Cubal, durante a feira do gado ali realizada.
Não menos importante, foi a eleição do empresário para liderar a Associação Angolana dos Produtores Agropecuários.
2017 foi um ano de realização para Nelito Monteiro.


Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo