Mulher em trabalho de parto sofre abuso sexual

Uma mulher, de 43 anos, encontrava-se em trabalho de parto quando foi abusada sexualmente. O episódio decorreu num hospital em Roma, na Itália, quando um emigrante da Somália fingiu ser enfermeiro para conseguir obter acesso aos espaços restritos do mesmo. Segundo os relatórios, o homem dirigiu-se de forma imediata ao espaço da maternidade, tendo sido lá que encontrou a vítima.

Este agarrou nas pernas e nos genitais da mulher e começou a masturbar-se à frente da mesma. Depois de vários gritos e pedidos de socorro, alguns médicos e enfermeiros apareceram no local conseguindo imobilizar o atacante. O emigrante, de 38 anos, foi preso depois de a polícia italiana ter sido chamada ao local por um membro do staff do estabelecimento.

Este roubou o uniforme nas próprias instalações do centro hospitalar na véspera de ano novo. Quando confrontando pelos agentes de autoridade sobre o porquê de se encontrar no local nesse dia o mesmo revelou que “só Deus sabe”.

Ali Abdella, que vive em Itália há cinco anos, foi acusado pelo tribunal de violência sexual agravada e roubo. No entanto, a defesa de que o individuou é mentalmente instável e necessita de ajuda psiquiátrico levou ao adiamento do veredicto final para o dia 10 deste mês.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo