O Serviço de Investigação Criminal (SIC) garante que, ao contrário do que tem sido divulgado nas redes sociais, não confiscou quaisquer valores ao General Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, acrescentando que nem sequer teria competências para o fazer.

Através de um comunicado de imprensa, enviado à redacção do Novo Jornal Online, o Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do SIC sublinha que “não efectuou nenhuma diligência nos locais citados na referida informação e chama a atenção para que, com base na legislação em vigor, tratando-se de um General de Exército, esse acto seria da exclusiva competência da Procuradoria-Geral da República”.

Na mensagem, assinada pelo superintendente-chefe António da Conceição Paim, a instituição afecta ao Ministério do Interior chama ainda a atenção dos internautas, para que não partilhem informações “de teor sensacionalista”, que visam apenas manchar a honra e dignidade das pessoas.

A informação agora desmentida pelo SIC dava conta da apreensão de diamantes e mil milhões de dólares e 135 mil milhões de kwanzas numa propriedade do general “Kopelipa”. A mesma informação, que se tornou viral nas redes sociais, indicava que os valores tinham sido desviados do Banco Nacional de Angola.