Depois de ter estado sem capacidade para atender a demanda de passageiros que pretendiam passar a festa de Natal noutras províncias do país, a MACON, operadora de transporte público inter-provincial, encerrou, esta manhã, algumas rotas por falta de viajantes.



Em declarações à Angop, o responsável do Plantão Operacional desta empresa privada, David Orlando António, informou estarem encerradas, apenas hoje, as rotas Huambo/Namibe, Huambo/Ondjiva, Huambo/Menongue, Huambo/Santa Clara, Huambo/Cuito e Huambo/Benguela.

Nesta altura, segundo ele, estão disponíveis apenas as rotas Huambo/Luanda e Huambo/Lubango, com apenas um serviço, contrariamente aos anteriores 11 e 13 serviços nos dias que antecederam a festa do Natal.

Confirmou que os preços por viagem se mantêm, sendo sete mil e 100 kwanzas na rota Huambo/Luanda e seis mil Kwanzas para quem queira viajar para a cidade do Lubango.

Esta manhã a Angop constatou um cenário incomum, no terminal de embarque da MACON, onde compareceu um número insignificante de passageiros, não para viajar, mas para adquirir bilhete para embarcar na quarta-feira.

Já na transportadora Ango-Real, a enchente, na rota Huambo/Luanda, ainda continuou esta manhã, estando disponíveis os mesmos quatro serviços, insuficientes para atender a grande demanda.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo