Now Reading:
Distribuídas primeiras casas da centralidade da Baía Farta

Distribuídas primeiras casas da centralidade da Baía Farta

A ministra de Ordenamento,Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, procedeu hoje, quarta-feira, à entrega simbólica de chaves aos primeiros beneficiários de residências da nova centralidade da Baía Farta.

Ao todo, foram entregues chaves aos cinco primeiros moradores, num acto que marca o arranque do processo de venda das 200 primeiras habitações das mil projectadas naquela nova urbanização, implantada na zona sul do município piscatório da Baía farta.

De acordo com a ministra, a comercialização das 200 primeiras residências prolonga-se até Janeiro, enquanto que a entrega das mil habitações está condicionada, pelo menos por enquanto, devido a falta de conclusão das infra-estruturas, nomeadamente rede eléctrica,  abastecimento de água e drenagem de águas pluviais.

Contudo, ressalva, a conclusão do projecto está prevista para Julho de 2018, altura em que o governo vai colocar mais habitações à disposição dos cidadãos da Baía Farta.

António Pedro, um dos beneficiários da distribuição das primeiras casas, disse à Angop que a aquisição da  mesma representa “o sonho da família quanto à casa própria”.

“Foi um momento de muita expectativa e ansiedade, porque morava em regime de arrendamento”, realçou, enaltecendo o governo pela disponibilidade da casa.

Segundo apurou a Angop, os beneficiários das residências terão uma prestação mensal no valor de 55 mil  238 kwanzas nas vivendas isoladas e 50 mil  635 nas geminadas.

Recorde-se  que no município do Lobito (Benguela), já estão prontas 856 casas da nova urbanização da zona alta, das quais 118 moradias foram entregues terça-feira pela ministra.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo