Fernando Heitor nomeado Administrador Executivo do BPC

A Assembleia Universal de Accionistas decorreu nos termos dos Estatutos do Banco e legislação ordinária, nomeadamente a Lei das Sociedades Comerciais e Lei de bases das Instituições Financeiras.

A Assembleia Universal de Accionistas procedeu à uma alteração parcial dos Estatutos do Banco de Poupança e Crédito, para alterar a composição do Conselho de Administração que passa a integrar treze Administradores, sendo nove Executivos e quatro não Executivos.

A Assembleia tomou, ainda, as seguintes deliberações, no que se refere aos Órgãos Sociais:

Mesa da Assembleia Geral de Accionistas
Que na sequência do falecimento do Sr. Dr. Abílio Augusto Ferreira de Lemos de Almeida Gomes, foi eleito Dionísio Alberto Mendonça Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Conselho Fiscal
Silvio Edilson Tomás Custódio, eleito vogal do Conselho Fiscal do BPC, em substituição de Márcio de Jesus Lopes Daniel que renunciou a sua função, por incompatibilidade, na sequência da sua nomeação para o cargo de Secretário de Estado para a Reforma do Estado.

Conselho de Administração:
1. Alcides Horácio Frederico Safeca, eleito Presidente do Conselho de Administração (PCA), em substituição de Ricardo Daniel Sandão Queirós Viegas D’Abreu, que renunciou a sua função, por incompatibilidade, na sequência da sua nomeação para o cargo de Secretário para os Assuntos Económicos do Presidente da República. Recorde-se que o PCA é, por inerência de funções, o Presidente da Comissão Executiva (PCE), de acordo com os estatutos do Banco e do modelo governativo adoptado.

2. Fernando Heitor – Administrador Executivo;
3. Carlos Antão Fernandes Borges – Administrador Executivo.
Dada a elevada importância sistémica do Banco de Poupança e Crédito no sistema financeiro, bem como na sua estabilidade, os Accionistas recomendaram a continuidade do processo de reestruturação do Banco de Poupança e Crédito visando a sua reputação e rentabilidade nos próximos exercícios.

Estiveram presentes o Ministério das Finanças, em representação do accionista Estado, detentor de 75% do capital social, o Instituto Nacional de Segurança Social, detentor de 15% do capital social e a Caixa da Segurança Social das Forças Armadas, detentora de 10% do capital social.”

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo