A notícia, assim como ela acontece

Crime ambiental na Restinga do Lobito sob chancelaria do Alfa

Crime ambiental em pleno coração da cidade do Lobito. A gerência do restaurante Alfa, localizado na restinga, uma das zonas mais visitadas do município, decidiu derrubar 11 arvores, na última sexta-feira (24).

A acção do derrubo das arvores realizada supostamente sem o consentimento das autoridades do município, está a ser fortemente contestada pelos habitantes.

Para a maioria dos moradores, essas árvores faziam parte da história da cidade e davam uma outra imagem a Restinga. A funcionária pública Josefina de Oliveira revela que chorou quando viu os cortes. “Isso aqui é patrimônio nosso, é patrimônio do Lobito. Faz mais de 50 anos que as árvores estão aqui”, conta.

O Pérola das Acácias sabe que o dono do restaurante Alfa manteve uma conversa informal com um alto funcionário da administração municipal do Lobito, por sinal seu amigo, sobre o plano de vir a deitar abaixo as 11 arvores que se encontravam nas mediações do empreendimento, a pretexto de representarem perigo para segurança dos clientes, uma vez que algumas arvores apresentavam sinais de velhice com risco de virem a cair a qualquer momento.

Na conversa de cavalheiro mantida com seu amigo governante, o dono do Alfa viu nela uma carta branca para partir para acção. Sem contemplações mobilizou homens e equipamentos e efectou o derrube.

“A postura da gerência do Alfa é apenas o exemplo da impunidade e arrogância que reina na cidade do Lobito, onde alguns endinheirados acham-se donos da cidade e realizam tudo que lhes vir à cabeça, mesmo quando estão em causa os interesses da maioria dos habitantes do Lobito”, lamenta um dos munícipes.

Apanhada da surpresa a administração do Lobito tomou medidas imediatas, logo que foi informado sobre a ocorrência. Como primeira medida, a administração liderada por Nelson da Conceição acionou mecanismos legais para punir o dono do Alfa. Assim é que a gerência do restaurante terá de proceder o replantio das 11 arvores e velar pelo cuidado das mesmas, além de vir a ser responsabilizada com multas pesadas conforme estabelece a lei sobre o ambiente vigente no país, conforme refere o comunicado distribuído à imprensa, na segunda-feira (27), pela administração municipal do Lobito.

Na nota, administração do Lobito apela aos munícipes em absterem-se de qualquer prática que pode atentar contra o meio ambiente. Em caso de haver necessidade de derrube, adverte, a acção deverá ser realizada dentro da legalidade.


 

você pode gostar também
Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo