A notícia, assim como ela acontece

A ascensão e queda de Mugabe em cinco actos

Lidera o país desde que a nação obteve a independência do Reino Unido, em 1980. A economia está degradada, os níveis de desemprego são muito elevados, e escasseiam os alimentos para a população.


1 – Instabilidade e economia decadente

Desde a sua independência, o Zimbábue esteve sob o poder do presidente Robert Mugabe. Em 1980, tomou o poder e até trouxe estabilidade ao país. Porém, a situação mudou muito de lá para cá: Mugabe preside um país politicamente instável e com uma economia decadente. Este país africano já ficou tradicionalmente conhecido como o terceiro maior produtor de tabaco e o celeiro para os países vizinhos, frequentemente obrigados a importar comida. A economia deste país da África Austral, arruinada por décadas de subida de preços, atingiu os 2200% de inflação anual em março de 2007. O dólar é a moeda oficial do Zimbabwe desde 2009, mas a lutar contra a enorme escassez da moeda norte-americana, o país tomou no ano passado uma decisão: criar uma nova moeda, uma “nota de obrigação”, que ajudará a contornar o problema.  “Nós não precisamos de uma nova moeda, é claramente um roubo aos cidadãos. O que aconteceu com o dólar Zim é exatamente o que vai acontecer com esta moeda. Já nos roubaram o dinheiro real”, disse um morador de Harare, citado pela Euronews.

2 – Confrontos com opositores políticos

Pertencente à uma tribo denominada shona, filho de um fazendeiro local, Mugabe foi educado numa escola de jesuítas. Professor primário na antiga Rodésia, Zâmbia e Gana, obteve uma licenciatura em Economia na Universidade de Londres. A nível político participou no movimento de Joshua Nkomo, a União Popular Africana do Zimbábue (ZAPU), em 1960 e três anos mais tarde funda a União Nacional Africana do Zimbábue – Frente Patriótica (ZANU-PF).  Torna-se primeiro-ministro da ex-Rodésia (já depois do fim do governo liderado por Ian Smith) em 1980, ao vencer as primeiras eleições democráticas. Em 1982 passa a liderar o país sozinho, rompendo a coligação de Unidade Nacional de dois anos com Joshua Nkomo. Este processo de separação originou violentos confrontos entre as duas fações.

3 – Despedir o vice-presidente com ligações às forças armadas

A atual crise ocorre a um ano das próximas eleições, quando Mugabe já tinha anunciado que se voltaria a candidatar. No entanto, o estado de saúde do presidente fragilava a cada dia que passava. No mês de julho, Mugabe viajou pela terceira vez rumo a Singapura por razões médicas, o que levou a oposição a afirmar que o Presidente, de 93 anos, está a governar o Zimbabwe a partir de uma cama de hospital, citava o Guardian.
A tensão aumentou na semana passada depois de Mugabe ter despedido o seu vice-presidente, Emmerson Mnangagwa, de 75 anos, com fortes ligações aos militares. Pouco depois, o chefe das Forças Armadas, o general Constantino Chiwenga, condenou a demissão do vice-presidente do país, e avisou que o exército poderia “intervir”.

4 – A figura controversa de Grace Mugabe

A instabilidade dentro do partido do poder, o Zanu-PF, levou a que esta força política acusase o chefe das forças armadas de “traição”. Também a primeira-dama, Grace Mugabe, é vista como uma figura bastante controversa, tendo bastantes adversários dentro do partido e no governo. Hoje, o exército do Zimbabué anunciou que tem sob custódia o presidente e a mulher, controla os edifícios oficiais e patrulha as ruas da capital, após uma noite de agitação que incluiu a tomada da televisão estatal. A ação dos militares gerou especulação quanto a um golpe de estado, mas os apoiantes dos militares disseram tratar-se de uma “correção sem derramamento de sangue”.

5- Exército nega golpe

“Estamos apenas a visar criminosos em torno dele [Robert Mugabe] que cometem crimes que estão a causar sofrimento económico e social no país, de modo a levá-los à justiça”, afirmou o exército através da televisão estatal, que foi ocupada pelos militares. No entanto, Mugabe terá comunicado com o presidente sul-africano, Jacob Zuma, dizendo-lhe que se encontra confinado a sua casa, mas que está bem.

você pode gostar também
Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo