A notícia, assim como ela acontece

Sonangol perde mais de 200 mil litros de combustíveis

O excesso de velocidade esteve na base do acidente que causou o descarrilamento do comboio de combustível dos Caminhos-de-ferro de Benguela (CFB) ocorrido sábado último no município de Camacupa, província do Bié.

O facto foi confirmado hoje (domingo) pelo vice-governador para a área técnica e infra-estruturas, José Fernando Tchatuvela, que acompanha o caso, frisando ter faltado cautela por parte do maquinista ao se aproximar de uma curva perigosa, não distante da aldeia de Santo-Biangue.

Nesta conformidade, José Fernando Tchatuvela defendeu mais responsabilidade por parte de todos os condutores de automóveis rodoviários e maquinistas ferroviários de forma a evitar acidentes para salvaguardar vidas humanas e mercadorias.

O governante confirmou também a interdição do troço (Cuito-Luena), enquanto durarem as obras de requalificação da linha férrea.

Com destino à cidade do Luena, província do Moxico, a locomotiva transportava 14 cisternas de gasóleo e gasolina, estimando-se a perda de mais de 200 mil litros destes derivados de petróleo, segundo fontes ligadas à Sonangol no Bié.

No local do acidente encontram-se já agentes da Polícia Nacional e Protecção Civil e Bombeiros, bem como camiões cisternas que tentam recuperar maior quantidade possível do produto ainda conservado.

você pode gostar também
Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo