A informação foi avançada pelo porta-voz do comando provincial de Cabinda da Polícia Nacional, superintendente-chefe José Mónica.

Em declarações à Rádio Nacional, o responsável explicou que as detenções surgiram como resultado de uma investigação por desvio e roubo de dinheiros públicos, cujos pormenores não foram avançados.

“Foi elaborado o competente processo e os elementos presentes ao magistrado do Ministério Público para efeitos legais subsequentes”, indicou José Mónica.

O processo surge uma semana depois de ter rebentado um escândalo de desvio de fundos públicos na Autoridade Geral Tributária.