Militantes do MPLA atacam residências e lojas dos militantes da UNITA

Hoje, pela manhã, uma equipa da OMUNGA deslocou-se àquela comuna para no local poder ter informações sobre os factos ocorridos e a amplitude da trajédia.
De acordo às informações, presumíveis militantes e simpatizantes do MPLA festejavam a vitória dada por parte da CNE àquele partido. Durante os festejos decidiram provocar os militantes da UNITA que se encontravam na sua sede comunal. Estes reagiram dando assim origem a mais uma barbaridade. Os militantes do MPLA decidiram atacar as residências e lojas dos militantes do MPLA queimando, destruindo e pilhando os bens e dinheiros.
Esta acção era protegida por agentes da polícia nacional, incluindo o comandante comunal da PN que disparavam contra os militantes da UNITA enquanto os militantes do MPLA agrediam e destruiam tudo à sua frente.
Hoje uma delegação do governo da provínica de Benguela esteve em visita à comuna. Por outro lado, poude-se também ter contacto com o encontro que o secretário municipal da UNITA, conjuntamente com o Administrador municipal adjunto e o comandante municipal da PN do Bocoio, mantiveram com os militantes do partido UNITA, numa tentativa de conter os ânimos.
A população exige a investigação e a responsabilidade dos autores, bem como a compensação merecedora de tudo o que foi perdido entre bens e dinheiro.
Neste momento consta estarem detidos 8 pessoas, dos quais 6 da UNITA e 2 do MPLA, ao mesmo tempo que se dá conta de haver pessoas espalhadas pela mata e outras ainda tentando fugir do local.

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo