A notícia, assim como ela acontece

Rui Falcão substitui Bornito de Sousa

O candidato a vice-presidente pelo MPLA, Bornito de Sousa, havia sido escalado para presidir um encontro neste segunda-feira, 13, com os jovens de diferentes extratos sociais da província de Benguela, no pavilhão multiuso Acácias Rubras.

Antes do discurso do discurso do primeiro secretário do comité provincial do MPLA, Rui Falcão que substituiu Bornito de Sousa, muitos dos presentes, alguns vindos do interior da província, acreditavam-se na presença do candidato a Vice-presidente da República, já que todo cenário foi montado para este sentido. Os jovens da localidade do Cubal do Lunhungo preparam até um jogral com teor exclusivamente destinado às boas vindas. A organização do encontro que teve a testa a JMPLA não se dignou em cancelar apresentação da peça que se traduziu numa vergonha aos jovens do interior que bem se esforçaram para impressionar Bornito de Sousa, que muito recentemente esteve em Espanha, segundo notícias veiculadas em exames médicos.

Ao se dirigir para os presentes, como quem queria corrigir o tiro ao alvo, Rui Falcão cuidou logo no inicio de discurso clarificar que o encontro já não seria orientado pelo candidato a Vice-presidente da Republica, tendo adiantado apenas que ausência se devia a questões de agenda, uma vez que havia sido escalado para um outro encontro. Feito o pedido de desculpas, Rui Falcão “abriu o livro”, cujo teor tinha destinatários bem definidos: CASA-CE e UNITA.

No discurso, o 1º Secretário do Comité Provincial do partido no poder, Rui Falcão, fez um duro ataque a oposição, aquém acusou de estar a seguir um caminho de mentira para amealhar alguns votos.

“Os nossos mais velhos que aqui estão lembram-se do mentiroso nº1 que o país já conheceu. Eles formaram-se na mesma escola e os reflexos estão aí. Os maiores partidos na oposição têm como lideres, os dois dos melhores alunos que o mentiroso nº 1 teve na sua escola”, referiu.

Rui Falcão afirmou ainda que todo o esforço que o MPLA  está efectuar destina-se a dar maior dignidade e trabalho aos jovens.

Para si, é preciso rapidamente trazer para Benguela unidades estratégicas para o desenvolvimento da província.

Em sua opinião, os problemas podem ser resolvidos a todos os níveis, é preciso mais discussão dos assuntos e fundamentalmente ser mais perspicaz na procura das soluções, para que em 2022 Benguela seja melhor que em 2017.

Assegurou que o seu partido vai continuar a trabalhar até ao dia 21 deste mês, a fim de educar o povo a votar e ajudar, depois das eleições, a província de Benguela a crescer no sentido de criar melhores condições sociais para os jovens.

você pode gostar também
Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo