O (aparente) nervosismo de Rui Falcão – Lição para jornalistas

Confrontado com a herança que recebeu de Isaac dos Anjos no Hospital Geral de Benguela, o governador começou por revelar que terá de analisar as privatizações ali operadas. A enfermaria internacional, também chamada de clínica privada, encabeça as makas para Rui Falcão.

A esta juntam-se os aparelhos milionários que se encontram arrumados, a apanhar bolor, com realce para o TAC – que nem sequer faz um simples tic-tac. 
Visivelmente aborrecido devido à insistência do ‘teimoso’ repórter, lá admitiu que ‘muita coisa vai mal neste mundo’, mas, como que a dar o troco, perguntou: ‘’Na tua casa tudo funciona?’’.

Limitei-me a dizer, calmo, que o Sr é que tinha de dar as respostas, até porque a minha casa nada tem de interesse público. Afinal, em causa está a maior unidade sanitária da província, que ‘’mamou’’ acima de USD 40 milhões dos cofres de todos nós.

Risadas à parte, devo dizer que os políticos ‘’são mesmo assim’’, enervam-se e, às vezes, partem para insultos. Ao jornalista, cabe manter a calma e continuar a perguntar, nunca sentir-se intimidado.
Já agora, Vanda Nadir de Magalhaes dos Santos Pontes António diga lá ‘’se tudo funciona no cubico’’

Loading...
Input your search keywords and press Enter.

Com um gosto você fica por dentro de tudo