Recém-nascidos abandonados na pediatria municipal de Benguela

Seis crianças recém-nascidas foram abandonadas pelas suas progenitoras, fruto de gravidez precoce, durante o primeiro trimestre do corrente ano, na pediatria do Hospital Municipal de Benguela, informou a administradora da instituição, Teresa Sambo.

Em declarações à Angop, a responsável afirmou que os recém-nascidos deixados naquela unidade de saúde foram encaminhados para a direcção de Assistência e Reinserção Social para adopção, ou entregues à famílias substitutas.

Teresa Sambo manifestou a sua insatisfação pelo facto das mães jovens rejeitarem crianças logo à nascença, uma realidade com tendência de aumentar o número de casos, devido ao agravamento dos problemas económicos e sociais das famílias.

Sem revelar números comparativos de recém-nascidos abandonados, no igual período do ano passado, referiu que a pediatria do hospital municipal é uma das unidades de saúde de referência que alberga população variada, abrangendo camadas sociais desfavorecidas e um elevado número de crianças em risco que necessitam da intervenção dos serviços sociais.

“Há mães de recém-nascidos, que por dificuldades financeiras, fogem da maternidade, abandonando o filho, enquanto outras preferem fazer do espaço hospitalar a sua moradia, mesmo depois de obter a alta médica”, disse.

Apelou as mulheres em idade fértil a prevenirem-se nas relações sexuais, usando preservativos ou aderir ao programa de planeamento familiar, com vista a inteirar-se do melhor método de prevenção e evitar gravidezes precoces ou indesejáveis.

Com capacidade para 80 camas para internamento, o HMB atende diariamente perto de 600 pacientes em consultas externas, de acordo com a fonte que apontou as anemias e a malária como doenças mais frequentes.

Em funcionamento desde 2010, o HMB está localizado no bairro Setenta, comuna da zona A, município de Benguela e conta com as áreas para a medicina, ginecologia, obstetrícia, testagem voluntária, cirurgia, estomatologia, laboratório raio X, entre outras.

você pode gostar também

Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo