A notícia, assim como ela acontece

Associação denuncia uso de matérias expirados nos hospitais

A Associação para o Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos (ADCDH), com sede em Cabinda, denunciou hoje, quarta-feira, 21, que as instituições hospitalares daquela província mais a norte de Angola, estão a fazer uso produtos hospitalares expirados desde 28 de Março de 2017.

Fonte: Club-k.net
Da longa lista dos “produtos hospitalares expirados” a ser usados naquelas instituições de saúde constam álcool e betadine (mercúrio) e outros.

A ADCDH apela o Ministério da Saúde a efectuar “uma vistoria dos produtos hospitalares usados”, realçando que os selos que contém as indicações do produto são omissos, “facilitando assim o trabalho dos funcionários e privando os direitos do paciente em ler”.

“A ADCDH preocupada com tal atitude dos órgãos hospitalares, decidiu partilhar esta informação com intuito de prevenir os possíveis efeitos colaterais”, lê-se no comunicado em enviado ao Club K Angola.

A mesma, lamenta a postura fiscal do governo em deixar que tais produtos caducados, desde 28 de Março do ano em curso, continuam a ser utilizados até a presente data. “Outrossim, pedimos aos cidadãos especialista em matérias de saúde, a fim de dar os seus in-put ou subsídios científicos em torno do nefasto”.

Por este motivo, Associação para o Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos pede que o Ministério da Saúde fizesse uma vistoria dos produtos hospitalares usados.

você pode gostar também
Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo