Presidente autoriza que soldados devem violar até três mulheres

"Se violarem três, direi que fui eu", afirma presidente filipino

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, está ser alvo de críticas, depois de ter feito uma piada sobre violação de mulheres, perante uma plateia de soldados.

No momento em que declarava lei marcial em Mindanao, a segunda maior ilha do arquipélago, devido ao confrontos com militantes islamitas, Rodrigo Duterte decidiu que era tempo de fazer uma piada de mau gosto.

“Irei para a prisão por vocês. Se violarem três [mulheres], direi que fui eu. Mas se casarem com quatro, filhos de uma p***, vou bater-vos”, disse aos homens em uniforme, revela a BBC.

Chelsea Clinton, filha de Hillary, foi uma das primeiras pessoas a condenar as palavras de Duterte, afirmando que apelar à violação “não é divertido. Nunca”.

Philem Kine, da Human Rights Watch, salientou que o comentário foi uma “tentativa doentia de fazer humor”, que indicava aos soldados que podiam cometer abusos durante a imposição da lei marcial.

“Os comentários pró violação só confirmam alguns dos piores medos dos ativistas dos direitos humanos, de que o governo o governo não vai apenas virar a cara a possíveis abusos de militares de Mindanao, mas encorajá-los ativamente”, afirmou Kine.

você pode gostar também

Comentários

Loading...

Com um gosto você fica por dentro de tudo