Cunhado do rei de Espanha condenado a seis anos de prisão por corrupção

Posted on Fevereiro 17, 2017, 2:08 pm
FavoriteLoadingAdd to favorites 2 mins

O cunhado do rei de Espanha, Iñaki Urdangarín, foi hoje condenado a seis anos e três meses de prisão, ao final de um julgamento por fraude e fuga ao fisco em Palma de Maiorca.

A sentença iliba a princesa Cristina, também sentada no banco dos réus, condenada a pagar uma multa de 265 mil euros, depois dos juízes terem reconhecido que a Infanta teria beneficiado dos delitos do marido.

O veredito foi anunciado esta sexta-feira, oito meses após o início do julgamento por desvio de mais de seis milhões de euros de dinheiro público através do instituto Noos, fundado e dirigido por Urdangarín.

O sócio de Iñaki Urdangarín, Diego Torres foi condenado a oito anos e seis meses de prisão, quando a sua esposa terá igualmente que pagar uma multa.

O cunhado do rei de Espanha, Iñaki Urdangarín, foi hoje condenado a seis anos e três meses de prisão, ao final de um julgamento por fraude e fuga ao fisco em Palma de Maiorca.

A sentença iliba a princesa Cristina, também sentada no banco dos réus, condenada a pagar uma multa de 265 mil euros, depois dos juízes terem reconhecido que a Infanta teria beneficiado dos delitos do marido.

O veredito foi anunciado esta sexta-feira, oito meses após o início do julgamento por desvio de mais de seis milhões de euros de dinheiro público através do instituto Noos, fundado e dirigido por Urdangarín.

O sócio de Iñaki Urdangarín, Diego Torres foi condenado a oito anos e seis meses de prisão, quando a sua esposa terá igualmente que pagar uma multa.

Deixe seu comentario