Nino da LS Republicano passeia classe no palco da impunidade

Posted on Fevereiro 11, 2017, 9:48 am
FavoriteLoadingAdd to favorites 2 mins

Ainda debaixo de fogo cruzado, apesar do ‘silêncio ensurdecedor’ da Polícia em relação aos resultados do inquérito à tragédia do São Filipe, saldada em oito mortos, a LS Republicano acaba de anunciar a realização de um espectáculo no próximo dia 17, sábado, no Cine Calunga.


REDACÇÃO


O anúncio adensou a revolta de familiares das vítimas, que olham para o incidente do dia 16 de Outubro de 2016 como um acontecimento esquecido, até mesmo para as autoridades.

Em conversa com a nossa reportagem, vários familiares deixaram claro que a mensagem que se passa é de impunidade. ‘A organização está nem aí’, desabafou um cidadão, um dos vários que ainda choram a morte dos seus.

Lamenta-se o facto de até ao momento a Polícia não ter dado explicações sobre a tragédia, mormente em relação a responsabilizações, após ter levado a cabo uma investigação, instaurada, como se sebe, na sequência do murro na mesa dado pelo ministro do Interior, Ângelo Tavares. ‘Tudo isto mostra, como diz o povo, que cadeia é para pobres’, sustentam as fontes.

É dentro deste ambiente que Nino Republicano, a passear classe muito por culta de uma Polícia rendida aos seus caprichos, traz a Benguela o músico brasileiro Belo para mais um show, poucos meses após a tragédia no espectáculo em parceria com a Afro Music Channel.

Deixe seu comentario