Home / América / Obama prepara festa de despedida de fazer inveja a Trump

Obama prepara festa de despedida de fazer inveja a Trump

Posted on Janeiro 06, 2017, 8:41 am
FavoriteLoadingAdd to favorites 4 mins

Lista de convidados deve incluir Beyoncé, Jay Z, Eddie Vedder, Bruce Springsteen, Chance the Rapper, Stevie Wonder e Paul McCartney, entre outros. Pelo contrário, o sucessor na Casa Branca está com dificuldades em arranjar uma estrela para atuar no dia da tomada de posse

Enquanto o presidente eleito dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, que vai assumir oficialmente o cargo a 20 de janeiro, está com grandes dificuldades em conseguir artistas para atuarem na cerimónia da tomada de posse, o presidente cessante Barack Obama prepara uma festa de despedida da Casa Branca com um cartaz capaz de rivalizar com um festival de música.

De acordo com o jornal norte-americano Washington Post, após oito anos como presidente dos EUA, Barack e Michelle Obama vão ser os anfitriões de uma festa de despedida, na Casa Branca, para amigos próximos e patrocinadores de campanha.

Barack Obama manteve sempre uma política de discrição para eventos deste tipo e a Casa Branca só costuma confirmá-los à última hora. Mas o casal Obama já tinha sugerido à revista People que faria uma festa de despedida. E, ao Washington Post, fontes confirmaram que a noite de gala acontecerá na próxima sexta-feira.

Os relatos que chegaram ao jornal norte-americano são de que Beyoncé, Jay Z, Bruce Springsteen, Paul McCartney, Eddie Vedder, Stevie Wonder e Chance The Rapper fazem parte da lista de artistas que vão estar presentes.

A lista de convidados inclui ainda nomes de apresentadores de televisão como Oprah Winfrey e David Letterman, o ator Bradley Cooper, e os realizadores de cinema J.J. Abrams e George Lucas.

A lista de convidados pode ser um recado para o presidente eleito Donald Trump. O magnata esforça-se por encontrar artistas que aceitem atuar na cerimónia de posse.

De acordo com o site The Wrap, Elton John, Celine Dion, o cantor country Garth Brooks e o tenor italiano Andrea Bocelli recusaram apresentar-se no evento.

Elton John desmentiu ao jornal britânico The Guardian, um anúncio da equipa de transição de Donald Trump, de que iria marcar presença na cerimónia da tomada de posse.

“Não quero a minha música envolvida com a campanha eleitoral americana. Sou britânico. Já me cruzei com Trump e ele foi muito gentil comigo. Não é nada pessoal, ele tem as suas posições políticas e as minhas são diferentes. Não sou Republicano nem num milhão de anos”, afirmou o cantor britânico.

Até o momento, apenas Jackie Evancho, finalista do programa de televisão “America’s got talent” de 2010, está confirmada para o evento. A artista de 16 anos cantará o hino nacional dos EUA antes de Trump prestar juramento como presidente.

A britânica Rebecca Ferguson, revelada pelo “X Factor” em 2010, foi convidada recentemente, mas disse que só sobe ao palco se puder cantar “Strange Fruit”, hino da luta negra, popularizado por Billie Holiday.

Deixe seu comentario

Basta um gosto para juntar-se a milhões e obter o melhor conteúdo online

DART Creations