Posted on Janeiro 04, 2017, 5:45 pm
FavoriteLoadingAdd to favorites 34 secs

O Presidente do Líbano, Michel Aoun, acredita que os serviços secretos israelitas (Mossad) são responsáveis pelo assassinato de um cidadão libanês, ocorrido esta semana em Luanda. A vítima foi baleada várias vezes à saída do trabalho.


Fonte: NJ

A notícia é avançada pelo jornal libanês The Daily Star, que identifica o cidadão libanês como um comerciante de 56 anos chamado Amin Bakri.

Segundo a publicação, o homem, natural do Sul do Líbano, foi atingido com vários tiros durante um assalto, em Luanda, e ainda chegou a ser encaminhado para um hospital, onde acabou por morrer.

O caso, que está a ser acompanhado pelo Governo libanês desde o primeiro momento, ganha agora contornos políticos, com as suspeitas do Presidente Michel Aoun, para quem a Mossad está por detrás do ataque.

Recorde-se que o Líbano e Israel são nações rivais, partilhando uma história de guerras, invasões e bombardeamentos, num jogo de forças onde, nas últimas décadas, os libaneses Hezbollah desempenharam um dos papéis centrais.

Deixe seu comentario