Posted on Janeiro 04, 2017, 5:55 am
FavoriteLoadingAdd to favorites 3 mins

Nesta terça-feira, 26, um caso voltou a repercutir no Brasil por conta de um programa sobre crimes. Nas redes sociais, muita gente fez piada com uma morte curiosa que ocorreu no México. A morte não aconteceu agora, mas sim em maio deste ano. Muitos boatos acabaram surgindo em relação ao assunto, como de que a mulher morta seria brasileira. Afinal, o que teria acontecido? Um jornalista de 32 anos, identificado pela imprensa mexicana como Juan Ruiz Torres, acabou sendo preso após realizar sexo com a psicóloga Tania Trinidad Paredes, de 23 anos.

As informações dadas pelo site da RedeTV! dizem que a mulher morreu durante a relação sexual. O corpo da jovem e bela mulher foi encontrado na casa do homem, que fica na capital mexicana, a Cidade do México. Após o sexo que terminou com morte, Juan teve que dar depoimento à Polícia. O jornalista disse que o que ocorreu foi um grande acidente. De acordo com ele, sua namorada pedia que ele fizesse “sexo forte”, “selvagem” e “violento”.

Relação íntima perigosa

Uma das principais taras da psicóloga era ter seu pescoço apertado. Outra era levar tapas enquanto ocorria a penetração.  “Durante o ato, ela me pediu para apertar seu pescoço agredi-la porque ela gostava de sexo violento”, respondeu o profissional da mídia que agora vai ter que se entender com a justiça. O caso foi repercutido por jornais de todo o mundo. De acordo com o homem, a mulher não estaria satisfeita com as mãos dele para estrangulá-la. Ele então decidiu pegar um cabo telefônico e utilizou na relação sexual.

A mulher acabou não resistindo a ação com o cabo, teve um colapso e morreu. De acordo com legistas mexicanos, a mulher morreu depois que o seu pescoço foi quebrado. A Polícia agora tenta vasculhar conversas pela internet do casal, o que pode confirmar a história de que o sexo entre o jornalista e a psicóloga era consentido.

Nas redes sociais, como dizemos, muita gente inventou histórias e chegou a dizer que a psicóloga morreu por conta do pênis do namorado. É cada uma, né?  #Crime#É Manchete!

Deixe seu comentario