BPC volta a conceder empréstimos, suspensos há mais de ano e meio

Posted on Janeiro 04, 2017, 12:27 pm
FavoriteLoadingAdd to favorites 2 mins

Apesar de atravessar uma crise de liquidez, agravada pelo volume de crédito malparado, equivalente a 1,2 mil milhões de dólares, o Banco de Poupança e Crédito (BPC) vai retomar o serviço de crédito bancário, interrompido em meados de 2015. A decisão, anunciada pelo presidente da Comissão Executiva da instituição, insere-se nos planos de reestruturação do banco, 100% detido pelo Estado.

De acordo com o presidente da Comissão Executiva do BPC, Zinho Baptista Manuel, a instituição estatal prepara-se para voltar a financiar as empresas e as famílias angolanas com o “descongelamento” do serviço de crédito bancário, previsto para o primeiro trimestre de 2017.

A medida, enquadrada na estratégia de reestruturação do banco, pressupõe a redefinição das regras para acesso aos empréstimos, explicou Zinho Baptista, em entrevista à Rádio Nacional de Angola. “Não se poderá conceder crédito sem que primeiro se redefinam os critérios da sua atribuição aos clientes”, sublinhou o responsável, lembrando que as falhas do passado fizeram com que a “a economia angolana fosse tida, entre aspas, como deficitária”.

Para Zinho Baptista as novas exigências devem respeitar também as melhores práticas internacionais. Recorde-se que o BPC vive uma crise de liquidez (http://novojornal.co.ao/artigo/71209/nova-pca-admite-falta-de-liquidez-no-bpc), agravada pelo volume de crédito malparado, equivalente a 1,2 mil milhões de dólares.

A situação levou ao desenvolvimento de um plano de reestruturação, que conta com uma linha de crédito de 325 milhões de dólares do Banco Africano de Desenvolvimento.

Deixe seu comentario