Kupapatas vão valer 9 mil milhões USD em 2021

Posted on Outubro 10, 2016, 3:33 pm
FavoriteLoadingAdd to favorites 2 mins

Nos próximos cinco anos, o serviço de táxis com maior expressão em África vai circular sobre duas rodas, antecipa a consultora TechSci Research, que vê nos kupapatas o meio para contornar a carência de transportes públicos no continente. Segundo os especialistas, o valor do mercado das mototáxis vai saltar dos actuais 4 mil milhões de dólares para 9 mil milhões em 2021.

Boda-bodas no Quénia e na Tanzânia, okada na Nigéria ou kupapatas em Angola, qualquer que seja o nome dado aos táxis de duas rodas em África, o futuro dos transportes no continente passa cada vez mais por eles. Esta é a conclusão de um estudo da consultora TechSci Research, que prevê, nos próximos cinco anos, um crescimento, para mais do dobro, do valor do mercado de kupapatas. Segundo os especialistas, o serviço de táxis de duas rodas vale 4 mil milhões de dólares (dados de 2015) em África, e, em 2021, passará a representar um mercado de 9 mil milhões de dólares. O aumento, explicam os consultores, deve-se não apenas à ausência de redes de transportes públicos de confiança, mas também à crescente urbanização das cidades, responsável pelo agravamento dos engarrafamentos

. A estas variáveis juntam-se ainda, na análise da TechSci Research, a entrada de motorizadas de origem indiana no mercado africano, a preços mais económicos, e a falta de poder de compra da maioria da população, que continua sem recursos para adquirir o próprio meio de transporte. Tendo em conta o peso crescente dos kupapatas na economia africana, os especialistas defendem uma aposta dos governos na produção de motorizadas, de forma a reduzir a dependência das importações e potenciar ainda mais este mercado. Nomeadamente pela criação de emprego.

Deixe seu comentario

Redacção Central