Empresário oferece sala para educação especial a UKB

Posted on Julho 13, 2016, 11:48 am
FavoriteLoadingAdd to favorites 3 mins
O empresário Anselmo Mateus construiu com fundos próprios, uma sala de avaliação de Diagnósticos para Estudantes com Necessidades Especiais e dou-a à Fundação Lwini e esta por sua vez ao ISCED, orgânica da Universidade Katyvala Bwíla. A  cerimónia de entrega foi orientada pela vice-presidente Fundação Lwini  e testemunhada pelo governador provincial, Isaac Francisco Maria dos Anjos. A sala dispõe de um Gabinete de Apoio ao Estudante Visual devidamente apetrechado com tecnologia a nível da comunicação, acessibilidade física e digital.

[separator]

O reitor da UKB louvou a iniciativa conjunta do fundo e do empresário Anselmo. O responsável referiu que a implementação do referido projecto resulta de um trabalho iniciado por docentes, especialistas e pesquisas realizadas por estudantes da área de educação especial do ISCED, tendo revelado que seria possível resolver problemas educacionais com a participação de diversos actores “É nesta perspectiva que a intervenção da Fundação Lwini permitiu a concretização deste grande desafio que coloca à UKB” disse. Por esse facto, segundo o académico, esse passo representa uma fonte de inspiração insttitucional para UKB que já pensa na criação de um curso de Mestrado em Educação Especial “Está em fase de avaliação aos vários níveis, do qual Benguela será pioneira” garantiu.

Em declarações prestadas à imprensa, o empresário Anselmo Mateus afirmou que, apesar das dificuldades por que atravessa o país, a sociedade deve ser solidária com causas “nobres”, ajudando principalmente os mais carenciados e “logo devemos ser solidários, abraçando causas dessa natureza como a da Lwini e outras mais. Juntamo-nos à força deles para termos um país mais coeso e melhorar as condições dos nossos irmãos angolanos” realçou, garantindo que gestos dessa natureza não ficam por aqui e que ele continuará a apoiar “financeiramente” outras causas. No entanto, sublinha que dentro do pouco que for ganhando, enquanto empresário, vai desenvolver projectos cujo fim seja atender às necessidades do “nosso irmão e nosso compatriota” carenciado.

O estudante Filipe Conjule espera que a infra-estrutura equipada com tecnologia de ponta cumpra rigorosamente com os objectivos para os quais foi concebido pelos seus intervenientes. E que a mesma “Alavanquem aquelas dificuldades que as pessoas com deficiências enfrentam” e acredita que estão reunidas as condições para que às pessoas com necessidades especiais lhe possam ministrar aulas com o rigor que se impõe “Realmente, tem aí computadores todos eles bem adaptados para pessoas com deficiência visual e temos a certeza de que vamos fazer o usufruto necessário e lógco para que as pessoas se sintam ca

Deixe seu comentario

11 Responses to: Empresário oferece sala para educação especial a UKB

  1. Dezembro 23rd, 2016

    Hi there! This blog post couldn’t be written any better!
    Looking through this article reminds me of my previous roommate!
    He continually kept talking about this. I am going to forward this post to him.
    Fairly certain he’s going to have a great read. Thank you
    for sharing!