Prostituem-se ao preço de uma sandes

Posted on Novembro 27, 2015, 10:27 pm
FavoriteLoadingAdd to favorites 2 mins

Há prostitutas gregas que estão a vender sexo pelo preço de uma sandes. Este é a conclusão de um estudo apresentado esta sexta-feira, em Atenas. Com a crise económica vivida na Grécia, o preço de 50 euros por sexo com uma prostituta baixou agora para dois euros por uma sessão de 30 minutos. Este estudo foi realizado com base numa amostra de mais de 17 mil profissionais do sexo a trabalhar na Grécia, valor que ultrapassa todos os países da Europa de Leste, onde o número de prostitutas é conhecido como muito elevado. Também foram estudados os valores cobrados pelas prostitutas gregas e a conclusão é que agora são a “oferta” mais barata da Europa. “Algumas mulheres fazem-no por uma merenda ou por uma sandes.

Elas precisam de comer porque têm fome”, garante Gregory Laxos ao jornal The Times, o professor de Sociologia da Universidade Panteion, em Atenas, que conduz este estudo há três anos. O professor acrescentou ainda que “outras mulheres o fazem para pagar impostos, contas, para despesas urgentes ou para droga”. A prostituição é legal na Grécia, mas são poucas as casas de alterne com a legislação em dia, levando cerca 18.500 prostitutas a trabalhar na rua, segundo o jornal The Times.

O preço do sexo tem vindo a baixar a nível mundial graças aos conteúdos sexuais que a Internet disponibiliza. O preço médio de um encontro de uma hora na Europa era de 180 euros, valor que baixou drasticamente com o vasto conteúdo sexual online. Laxos diz que o seu estudo reflete “uma sociedade em negação sobre as mudanças que se vivem na Grécia” e alerta as autoridades do nacionais para estas “agirem em vez de continuarem indiferentes”.

Deixe seu comentario

11 Responses to: Prostituem-se ao preço de uma sandes

  1. Dezembro 23rd, 2016

    Thanks a lot for sharing this with all folks you actually realize what you’re speaking about!
    Bookmarked. Kindly additionally visit my website =). We may have a link
    trade agreement among us